Ansiedade empreendedora: quais os riscos para o seu negócio? Ir para o conteúdo principal

A maioria das pessoas tende a ver empreendedores em dois extremos: ou eles são heróis que lutam grandes batalhas diárias e o fazem pelo bem da sociedade, ou são loucos que seguiram um caminho desconhecido e arriscado, negando um possível salário e estabilidade.

Mas a verdade é que o empreendedor está naquele meio termo entre esses dois extremos. Ele segue um Propósito Maior, um sonho ou desejo que mereça todo o esforço e risco que ele está passando, mas isso não significa que ele deixe de sentir medo ou saudades da estabilidade.

E esse é um sentimento que muitos empreendedores tem dificuldade em externalizar. Com tanta pressão, é comum que esses homens e mulheres mantenham suas emoções fechadas em algum canto escuro da sua mente.

O excesso de responsabilidade, as longas horas trabalhadas sem garantia de sucesso, as constantes rejeições do mercado ao seu negócio, o número de pessoas que acessam e solicitam decisões a todo momento, o excesso de tarefas, as mudanças cada vez mais rápidas do mercado, tudo isso gera uma constante ansiedade presente em praticamente todos os empreendedores. A ansiedade é quase como um parasita, que suga grande parte da energia do empreendedor deixando-o em constante estado de alerta e hiper vigilante.

Essa ansiedade pode gerar um tipo de empreendedor quase caricato: o famoso Workaholic (e falo de tudo isso com propriedade, sempre fui uma).

Leia mais: Como diminuir a solidão empreendedora?

O empreendedor ansioso tende a se jogar de cabeça no trabalho. O acúmulo de tarefas diárias faz com que trabalhe 12, 14, 16, até 20h seguidas. Dorme pouco e já acorda com a cabeça cheia de informações e decisões que precisa tomar ao longo do dia, tem pouco tempo para amigos e família, seu hobbie é o seu trabalho, suas férias são sempre curtas e de alguma forma conectado com a empresa.

Problemas de saúde, irritabilidade, perda de memória, queda constante na produtividade, falta de criatividade, estagnação do negócio, desmotivação, esses são alguns dos sintomas comuns que o empreendedor workaholic pode apresentar com o passar do tempo.

Você deve estar se perguntando como é possível que uma pessoa esteja trabalhando 20h por dia e esteja tendo queda na produtividade, mas é verdade. Com a mente já em frangalhos, a concentração fugindo a todo segundo, e o cansaço evidente, esse empreendedor não consegue se ater a uma mesma tarefa para termina-la, ou termina suas tarefas com entregas de baixa qualidade.

Por mais sedutor que pareça, focar sua vida apenas no trabalho pode gerar grandes limitações para o seu negócio. Sem novas referências externas e com a criatividade em baixa, o empreendedor sente muita dificuldade para pensar no futuro do seu negócio, deixando-o estagnado nesse estado de constante desespero, onde crescer está fora de cogitação, já que isso, na sua percepção, demanda maior dedicação e tempo.

Leia mais: Empreendedor, planeje as suas férias com antecedência!

Solução

Organização. Sim, pode parecer clichê, mas organizar a sua empresa e as suas tarefas é essencial para conseguir sair desse círculo vicioso de trabalho exaustivo.

Mas não adianta apenas tentar montar uma organização baseando-se nas suas tarefas atuais. É necessária uma intensa revisão dos processos, entregas e, mais importante do que tudo, é necessário entender o que realmente faz sentido para você e para a sua empresa.

Leia mais: 5 aplicativos para ajudar na gestão do seu negócio

Eu era uma dessas empreendedoras workaholics. Minhas listas de tarefas diárias eram gigantescas, e era comum que eu chegasse ao final da noite com menos da metade delas realizadas. Mas a questão não era só a minha produtividade diária, mas as tarefas que estavam sendo cumpridas.

Passei então a incluir um novo questionamento durante a montagem das minhas listas de tarefas: isso é realmente relevante para o meu negócio?

Com a priorização de tarefas, passei a focar minha vida ao que realmente era importante, melhorando minha produtividade e diminuindo a minha carga de trabalho diária. Claro isso só foi o começo do processo, abaixo trago várias ações que eu realizei na minha vida e na minha empresa, e ainda realizo, para minimizar os efeitos da ansiedade e do meu título de workaholic:

Estratégias que me ajudaram como pessoa a ser menos ansiosa e workaholic e que podem te ajudar:

• Autoconhecimento. Nós empreendedores temos muita dificuldade de parar e olhar para as nossas necessidades mais intrínsecas, vivemos a vida como se sempre estivéssemos atrasados e o próximo trem fosse o último. Jornadas de autoconhecimento nos permite parar, refletir e adquirir um olhar sistêmico sobre nós e o nosso contexto. É quase como virar um expectador da nossa própria vida, olhando-a de fora e entendendo o que exatamente está acontecendo e o quanto faz sentido tudo isso.

Minha sugestão: faça do autoconhecimento um hobbie, e para você ficar mais tranquilo, pense que quando investe no seu aprimoramento está investindo também no seu negócio, já que você é o maior líder da sua empresa.

Dica: prefira imersões em autoconhecimento, assim você se desconecta totalmente, ou pratique todas as semanas junto com um profissional especializado.

• Inclua a meditação nas suas atividades diárias. A meditação foi e é hoje um dos principais recursos que eu utilizo para diminuir a ansiedade, existem diversos tipos de meditação, procure aquela que se adapta melhor ao seu dia a dia, comece sempre de forma mais simples e usando o menor tempo possível, assim você não aumenta ainda mais a sua ansiedade. No começo eu meditava somente 05 minutos por dia, logo que acordava, hoje medito em média 20 minutos e mais 10 minutos de reflexão, adoro pensar, por isso aproveito este momento para refletir como tudo está caminhando.

• Busque um profissional externo, a sua empresa, para que você possa compartilhar suas aflições e desafios vivenciados no dia a dia do negócio. O objetivo é que ele possa te apoiar no processo de visualizar de forma mais ampla tudo o que está acontecendo, com um olhar neutro de quem está de fora, isso pode te apoiar muito a diminuir este estado de solidão empreendedora e ansiedade, e ao mesmo tempo, te fortalecer para continuar caminhando. Existem diferentes profissionais que podem te apoiar: mentores, coaches, terapeutas, psicólogos, etc. Tudo depende de qual a sua maior dor no momento, e qual o tipo de profissional que você mais se identifica.

Leia mais: Pequenas mudanças que geram grandes impactos

Estratégias que mudaram o meu negócio para que eu pudesse ser menos ansiosa e workaholic e que podem te ajudar:

• Construa um Propósito claro e uma Cultura fortalecida, que aconteça na prática, para que as lideranças tenham um norte no momento de tomar decisões no dia a dia do negócio alinhado com o que você deseja e espera da sua empresa.

• Invista nas suas lideranças para que elas possam ser mais atuantes no negócio trabalhando como lideranças empreendedoras que te apoiam também nas tomadas de decisão e na visão estratégica da empresa. Fortaleça e capacite elas para serem multiplicadoras da Cultura e propósito da organização.

Leia mais: Você confia nos seus líderes e colaboradores?

• Construa metas e objetivos e envolva as lideranças nas decisões estratégicas para alcança-los.

• Estruture a sua organização para ter processos claros, descritivos de missões de cargos, normatizações e excelentes processos de recrutamento e seleção para que a jornada de experiência do seu cliente seja excelente gerando baixos níveis de conflitos e problemas e aumentando resultados constantemente.

Não é fácil nem rápido colocar tudo isso em prática, precisa de muita dedicação e empenho, e isso eu sei que você tem de sobra, é só se colocar em primeiro lugar e estar disposto a fazer mudanças. Nós empreendedores geramos tantas mudanças no mundo, mas precisamos reaprender a gerar mudanças em nos mesmos, nos permitirmos a dispender parte do nosso tempo, para a nossa evolução pessoal, para as nossas necessidades intrínsecas. Pode ter certeza isso também é evoluir o seu negócio.

Não ser sugado novamente pelo negócio exige muito foco e propósito de vida. Exige que você saiba o que realmente é importante para você, o que você não quer mais abrir mão, o que é essencial para você ter uma tranquilidade interior e poder ser mais presente para todos ao seu redor inclusive para o seu negócio.

E se precisar de ajuda para esta jornada de mudanças eu estou aqui, junto com o Instituto Mudita,  para te apoiar a diminuir a solidão empreendedora e olhar para o seu futuro e para o futuro do seu negócio com muito mais propósito.

×